5G em Portugal: Embaixador da China alerta para custos milionários em caso de exclusão da Huawei

Lê o resumo

Lê o artigo completo

O desenvolvimento do 5G em Portugal pode ser impactado pela decisão de afastar a Huawei do processo, segundo o embaixador da China em Portugal, Zhao Bentang.

Em entrevista à agência Lusa, Bentang alertou que essa decisão pode interromper o processo e gerar custos que ultrapassam mil milhões de euros.

A Huawei está presente em Portugal há mais de 20 anos e, segundo o embaixador, não há registo de problemas de segurança com os seus equipamentos.

Nokia Huawei

A empresa chinesa contribuiu para o desenvolvimento das telecomunicações no país e, segundo Bentang, a sua exclusão do processo do 5G pode ter consequências negativas.

Embaixador chinês alerta para graves consequências caso Portugal exclua a Huawei

“Se a Huawei não puder fazer negócios de 5G em Portugal, este processo será influenciado e até parado”, disse o embaixador.

“Portugal precisa de trocar para outras tecnologias, outros projetos, outros produtos na área do 5G, e isso vai causar muito prejuízo”, frisou.

Bentang salientou que a decisão de afastar a Huawei do 5G causa “choque” para as empresas portuguesas e para os clientes, uma vez que muitas empresas dependem da tecnologia da empresa chinesa para o seu desenvolvimento.

Comissão Europeia posiciona-se lado a lado com Portugal

A Comissão Europeia apoiou a decisão de Portugal de afastar a Huawei do 5G, mas admitiu que a empresa chinesa tem algumas tecnologias que não apresentam problemas de segurança.

A Huawei, por sua vez, contestou a decisão e apresentou uma ação administrativa no Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa.

O debate sobre a participação da Huawei no 5G em Portugal está longe de terminar. A decisão final terá um impacto significativo no desenvolvimento da tecnologia no país, com potencial para gerar custos avultados e atrasos no processo.

Pontos principais:

  • A Huawei está presente em Portugal há mais de 20 anos e contribuiu para o desenvolvimento das telecomunicações.
  • A empresa chinesa foi afastada do desenvolvimento do 5G por motivos de segurança.
  • O embaixador da China avisa que essa decisão pode interromper o processo do 5G e gerar custos avultados.
  • A Huawei nega qualquer problema de segurança com seus equipamentos.

Resumo:

O embaixador da China em Portugal, Zhao Bentang, avisou que afastar a Huawei do desenvolvimento do 5G pode interromper o processo e gerar custos que ultrapassam mil milhões de euros. A empresa chinesa está presente em Portugal há mais de 20 anos e, segundo o embaixador, não há registo de problemas de segurança com seus equipamentos.