Google quer mudar o mundo da inteligência artificial com Gemma

A Google está a dar um passo importante em direção a uma Inteligência Artificial (IA) mais responsável com o lançamento do Gemma, um modelo de IA de código aberto.

Este novo chatbot pretende revolucionar a forma como interagimos com bots inteligentes.

O que torna a tecnologia Gemma diferente?

O Gemma foi construído com base na tecnologia e investigação do Google Gemini, o pacote de ferramentas avançado de IA, conhecido anteriormente como Bard e Duet AI.

Ao contrário de outros modelos de IA, o Gemma vem com proteções pré-instaladas. Isto inclui a capacidade de filtrar informação sensível ou pessoal, e um sistema testado que visa reduzir a produção de conteúdo prejudicial.

Google Gemma

Um foco na IA Responsável

Parece que a Google quer mesmo garantir que o Gemma “[torna] a IA mais útil para todos”. Esta abordagem reflete um sentido de responsabilidade que nem sempre é encontrado no desenvolvimento desenfreado da IA.

Afinal, todos sabemos que a IA pode ser usada para o bem, ou para o mal. É refrescante ver uma empresa tecnológica preocupada com o impacto social da sua tecnologia.

Gemma pode ser executado no teu computador

Um dos pontos mais interessantes do Gemma é a sua capacidade de ser executado num equipamento normal (um portátil, por exemplo).

Isto significa que qualquer pessoa pode vir a criar e personalizar uma IA ao seu gosto. Com computadores cada vez mais poderosos e acessíveis, as possibilidades são infinitas!

O que podemos esperar no futuro?

O lançamento do Gemma representa um passo significativo na jornada da democratização da inteligência artificial.

É fácil imaginar as inovações que programadores independentes, assim como empresas e investigadores, vão criar com a Gemma! Se a Google continuar nesta senda, os próximos anos podem ser verdadeiramente transformadores.