Xiaomi na China dificulta instalação do Telegram

O mundo dos smartphones não para de surpreender. Desta vez, quem está no centro das atenções é a Xiaomi, que parece ter dado um passo controverso no que diz respeito à sua interface, a MIUI. Em território chinês, os utilizadores que tentam instalar o Telegram nos seus dispositivos da Xiaomi deparam-se com uma mensagem inesperada.

MIUI classifica Telegram como “malicioso”

Se estás a pensar em adquirir um Xiaomi e vives na China, convém saberes que agora, ao tentares instalar o Telegram, podes receber uma notificação a informar que a aplicação é considerada “maliciosa”. E qual é a razão? A MIUI, através do seu verificador de malware, analisa todas as aplicações que tentas instalar no teu smartphone. No mercado europeu, utiliza a base de dados da Avast para isso.

Contudo, parece que para os utilizadores chineses, o Telegram não passou nos parâmetros de segurança da Xiaomi, bloqueando assim o seu processo de instalação.

Telegram China Xiaomi

Uma longa história de censura e monitorização

Se já estás a par das notícias tecnológicas, sabes que o Telegram é uma das várias plataformas usadas para contornar algumas medidas de censura impostas pelo governo chinês. E não é só o Telegram. Outras plataformas sociais, como Instagram e Facebook, também têm as suas atividades limitadas na China. As aplicações que conseguem operar neste país normalmente estão sob forte censura ou monitorização pelas autoridades.

Ainda aguardamos uma resposta oficial da Xiaomi sobre esta situação. Será uma medida temporária ou algo mais permanente? O tempo dirá.